quinta-feira, 31 de julho de 2008

Daqui e dali... Sabre07

Elogio

Quando tantos se apressam em denegrir, eis que um ex-vereador da oposição faz um elogio que julgo sincero, pode constatar o trabalho desenvolvido, na Câmara Municipal deste Concelho, e na Assembleia da República, pela Dra. Olímpia Candeias.
Não tenho dúvidas em reconhecer que o Dr. Manuel Amaro subiu uns degraus na minha consideração, acredito não existirem outros motivos além de manifestar o seu sentir e reconhecimento meritório do seu desempenho.
Podemos ter opiniões (muita das vezes subjectivas e não esquecer que as propostas/inovação são sempre dependente da aprovação superior na autarquia) diferentes desse trabalho e da sua competência, mas ter um louvor dos “adversários” sabe muito bem.
Reconheço que a posição pessoal do Dr. Manuel Amaro não beneficiou a oposição, mas também não encontro razões para se escamarem pois nem os “situacionistas” lhe renovaram a intenção de contarem com ela nas últimas eleições.
Não partilho do pior melhor, mesmo sem interesse pessoal, gosto que as gentes de Carrazeda sejam notícia pelos seus méritos e não apenas pelas desgraças. Já agora a infalibilidade não é característica do ser humano.
Os candidatos ao mais alto cargo autárquico não devem descurar todas as cabeças pensantes disponíveis e que possam trazer mais valia ao Concelho, dada a situação financeira difícil da autarquia.
E não devemos simplesmente rotular as pessoas a favor ou contra de acordo com a simpatia partidária, mas sim com ou sem valor, no caso concreto, à causa autárquica.
Para terminar junto-me ao Dr. Manuel Amaro no elogio efectuado.

Sabre07

26 comentários:

Anónimo disse...

Concordo. Não é só denegrir os outros, por vezes só por uma questão de inveja. Devemos também, quando for caso disso saber dizer bem e elogiar as pessoas que procedem e actuam bem. está de parabéns quem escreveu este artigo.

Anónimo disse...

Não haja dúvidas que Carrazeda de Ansiães só teria a ganhar se a Dr.ª Olímpia Candeias fosse candidata à presidência da autarquia, e mais do que isso fosse a próxima presidente da edilidade.

As qualidades da senhora são por demais e sobejamente conhecidas. A história recente da vila constitui um testemunho esclarecedor sobre a sua dinâmica e sobre a sua capacidade de trabalho. Basta atentar no seu dinamismo enquanto vice-presidente e vereadora da cultura e no presentemete deserto de uma vila que mais parece uma aldeia, artrítica, triste, parada, sorumbática…cinzenta.

Carrazeda só teria a ganhar se a energia da Drª Olímpia fosse depositada na cadeira presidencial. Esperamos que haja um laivo de bom senso da estrutura laranja local para candidatar uma senhora, que estou certo, acabará até por reunir apoio vindo de dentro do próprio PS local, ou pelo menos das pessoas mais esclarecidas dessa organização partidária.
A.L.P

Anónimo disse...

Drª Olimpia a Presidente do nosso Concelho para os próximos anos. Eu como eleitor votarei nela e farei votos para que ganhe. Já mostrou bem o valor que tem para o desenvolvimento do Concelho, pelo seu dinamismo e pela sua pessoa. Força Drª Olimpia

Anónimo disse...

Como alguns políticos do burgo estão a tentar impor o popular ao competente, a vaidade à simplicidade, a arrogância à humildade, as questões colocadas fazem todo o sentido.
1- Porque merece a Profª Olimpia Candeias ser presidente da câmara?
2- Porque fugiu em 2005? (alguém que investigue, para termos factos).
3- Festas, feiras e festinhas que mais fez?

Será que não existe ninguém neste concelho, mais competente, simples e humilde, que faça obra sem folclore.
É fácil entender que o povo gosta de beijos e abraços, mas um concelho não pode viver disso, é preciso muito mais.
Finalmente ainda não entendi a Senhora é Profª ou Drª?

António Carlos

Anónimo disse...

Nada tenho contra os elogios, principalmente a quem merece mas não sei se será o caso, pois é uma pessoa que mal conheço.
No entanto, e depois de todos estes elogios ao seu dinamismo, à sua capacidade de trabalho e mesmo até à sua inteligência, deve haver com certeza alguém que nos ilucide, ou nos relembre (somos um povo de memória curta)de tão grandiosa obra feita ou idealizada, por esta senhora.

o Passageiro

Anónimo disse...

Todos nós podemos ser, simultaneamente, populares, competentes, vaidosos, simples, arrogantes e humildes: depende da ocasião, do lugar e da pessoa que, de qualquer forma, estiver em contacto connosco.
Aliás, agir para agradar aos outros é um grande defeito!
E já agora Sr. António Carlos, diga-me: Porque não merece a Drª Olímpia ser Presidente da Câmara?; Porque mereceram todos os outros que, ao longo de 30 anos, serem eleitos para o mesmo cargo? Quem o informou ( mal) que a Ex-Vereadora Fugiu em 2005?; Se, a seu cargo, tinha as actividades culturais, que mais poderia ter feito? Só mais uma coisa: Porquê tanta fobia aos elogios que lhe são dirigidos?!
Seja bem vinda Olímpia Candeias!

Anónimo disse...

Desculpem lá , não sei como hei-de tratar a Senhora se por Professora ou Doutora se seguirmos esta regra então todos os professores são doutores. Enfim deixando estes apartes, qual aobra que a senhora deixou e continuo a insistir apenas beijos e abraços.
Alguém se lembra de uma lei que dava uns dinheiros para as pessoas voltarem à sua vida normal, parece-me que essa lei já terminou, ou será que ainda existe? Será esta uma das causa da fuga?
Hoje em dia ninguém liga ao materialmente importante.
Elogios e os defeitos não terá?
Por mim chega de dar importancia a situações superfulas, quem quiser que apareça, ideias precisam-se.

António Carlos

Anónimo disse...

Por mim era importante saber, em primeiro lugar, porque razão esta Senhora foi convidada e por quem, para pertencer à lista do PSD na altura em que foi eleita.
Em segundo lugar, saber qual a obra ou obras que a Senhora deixou, já que todos falam em obra, mas ninguém diz em concreto o que é que fez.
Devo lembrar desde já que o que fez, ou não, deve ser aferido por aqueles que têm de facto conhecimento desse trabalho.
Por outro lado é bom que se diga que quem tenha estado minimamente atento ao percurso da Senhora, nunca lhe ouviu "traves mestras" do desenvolvimento concelhio, ou seja, o que se lhe ouviu foram apenas palavras de circunstância em encontros de carácter cultural, onde é muito fácil dissertar em ambiente de festa.
Isso é muito pouco, e mesmo o circunstancialismo de ter feito palestra na Assembleia da República, apenas pode significar ler muito bem um discurso feito com o todo o tempo do mundo.
Estou convencido das muitas competências existentes no concelho para gerir com sucesso a nossa C. Municipal.
Agora, simpatias são simpatias, mas não passam disso mesmo, porque afinal, ser Presidente da Câmara, apreende-se a sê-lo no dia a dia, embora tenha de haver ideias pré- concebidas sobre o que se pretende para o concelho, depois de "cerebralmente mastigar" muito bem os recursos existentes e o que é que eles terão de duradouro.
Fazer obra todos fazem se houver (e por vezes não há como tem acontecido) dinheiro.
Estragá-lo é fácil e não nos podemos esquecer que a dita Senhora acompanhada, já agora, pelo Dr. Amaro, ajudou a gastar muito e mal.
Se começarmos a puxar pelo cordel dos estragos e das responsabilidades objectivas pelo que o nosso concelho tem passado, não nos esqueçemos de todos estes Senhores e Senhoras.
Para já é tudo!
Voltarei.
LITOS

Anónimo disse...

Faço minhas as palavras do senhor LITOS e do senhor António Carlos. Esta senhora só tratou dos velhos, beijinho beijinho. O dr. Amaro está a fazer é um grande favor ao PS a empurrar esta senhora. Na Cultura, o que é que esta senhora fez pelos jovens? E pelo GIL, o maior escritor do país, para mim? Ignorou-o pura e simplesmente, como ignora tudo que não for ideia dela: e da família da doutora (ou professora) Graça Morais.
Quanto a tratá-la por doutora, vê-se bem que ela conseguiu impor aos outros esse tratamento provinciano!
O Roberto disse que em Espanha Tu e Tu. Vejam o GIL. É prof. dr. e todos o tratamos por GIL. Vejam o Rui Martins. É o Rui. E a d.ra não chega nem aos calcanhares deles em competência!
RITA

Anónimo disse...

Há uma dicotomia lamentável entre mediocridade e inveja.
O deserto de Carrazeda de hoje é o espelho da mediocridade provinciana e saloia de uns tantos que falam pelo cotovelo, ou pela dor de cotovelo, melhor dito.
Mas esses pouco importam. O POVO tem sempre razão, porque reconhece, sabe e lembra-se, ao contrário do que muitos medíocres pretendem espalhar, do trabalho de quem tem competências.
Experimente o PSD candidatar a Drª ( é Drª porque tem uma licenciatura, como qualquer advogado ou médico ; e é professora porque na posse dessa licenciatura pode leccionar. Pensei que a ignorância de alguns que aqui mandam alguns “tates bitates” não chegava a tanto… ou será má intenção), e vão ver depois quem é o vencedor.
Já agora, porque será que quando alguém trabalha bem há sempre um ou dois cujo principal objectivo é denegrir. Será pessoal?
Nunca Carrazeda teve tamanha dinâmica cultural, com quando a Drª esteve no pelouro que brilhantemente conduziu.
A história não se apaga com a inveja. Todos os factos do presente escrevem a história do futuro. E a Drª Olímpia escreveu, no passado, uma bela página da história autárquica e do movimento cultural que alguma vez este concelho possuiu.

Não sei se a Drª se vai candidatar, só sei que se candidatar é uma boa aposta na qualidade e na tenacidade. E Trás-os-Montes precisa disso!
A.L.P

Anónimo disse...

ó notável A. L. P.,
exemplifique a «tamanha dinâmica cultural» no tempo da «d.ra». é que nós podemos ser ignorantes ou cegos, mas temo que v. ex.cia viva num outro planeta. a obra de que fala foi em marte? em carrazeda, não vi nada. e do que ela escreveu, aquele livrinho de poemas igual ao do vilarouco, pode crer que não temos dele inveja. nem do modo como ela sobranceiramente (o que é próprio dos ignorantes e dos fracos) esqueceu os jovens e os artistas escultores do concelho. Só eu podia ficar satisfeito, pois ela fez algumas viagens a Fátima, para os velhos como eu... Tates bitates, não é?
Um velho Socialista!

Anónimo disse...

Já chega....! Porque se fala tanto da Drª Olímpia ? Provavelmente porque a sua competência e o seu trabalho é notório e público. Quem nada faz ou fez não é motivo de conversa. Porque não se calam e consentem que, efectivamente, de alguma forma, a Olímpia Candeias é uma Mulher lutadora, com provas dadas. E se por acaso ela ler este blog, eu lhe digo: Força, o mundo é dos audazes !

Anónimo disse...

Nao sabia que ocupar um cargo público è preciso ser lutadora. Julguei que seria melhor fosse trabalhadora. Força, o mundo è das arrivistas! mAIS DO QUE SER O que interessa`È APARECER.

Anónimo disse...

kuando a inveja fala e se ataca tanto uma pessoa,não será pq faz sombra?Triste Carrazeda, tantos inelectuais, tantos pensadores, só para destilarem o ódio k os consome!
Mentes pequenas que só fazem dó!
E dps admiram-se que tanta gente fuja de Carrazeda!
É isto k resulta de tantos cérebros iluminados?É este o vosso contributo?

Anónimo disse...

para si faz sombra. para nós fez sombra. como vê, só o tempo nos separa. e se há gente que fugiu , não há nisso um contributo cultural que essa senhora deu para a fuga de cérebros? ainda lhe devem estar agradecidos porque nada fez?

Anónimo disse...

"...só o tempo nos separa." Efectivamente é mesmo assim! E é por isso mesmo que é necessário alguém com o tempo certo.

Anónimo disse...

com isto querem dizer que n�ao foi o sr. eug�nio que fez, mas ela enquanto l� esteve? as piscinas cobertas, o centro c�vico, foi ela? ainda o rei n�o est� morto e j� aclamaram a rainha? valh-me deus.

Anónimo disse...

o rei vai nu!

Anónimo disse...

Só o tempo: ela é passado, para nós, só é presente, para si. mas ainda náo lhe vi apontar um único feito à senhora.

Anónimo disse...

onde está? onde está?

Anónimo disse...

o rei vai nu?! bem me parecia que o camarada era socialista, como nós. quer pòr lá quem esteve com o rei para melhor o derrotar. agora, percebo.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

O que mais me aborrece no meio disto tudo é as pessoas opinarem no "porque sim, porque não, assim assim, etc. e tal"
Quando aos defensores da dita Drª lhes é perguntado qual a obra realizada, as pessoas... aos costumes disse nada!
Apenas dizer que a Srª é competente, é vertical, tem personalidade etc. e mais etc. e tal, é lugar comum para tanto(a)s verticais, sérios, supostamente competentes.
Nós funcionários (eu estou de férias) gostaríamos de saber as obras feitas, os favores, os passeios, os subsídios culturais e outros que mais e mais outras competências que tais.
Valha-me Deus que é quem pode!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.