quinta-feira, 13 de maio de 2010

Daqui e dali... Vitorino Almeida Ventura

Hélder de Carvalho
Na cidade de Rocha Peixoto

Não pude deslocar-me (pelo dia da Mãe) ao descerramento da estátua do cientista poveiro Rocha Peixoto, no jardim da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim, com o seu nome, que também é o da Escola Secundária. Mas logo que pude fui ver: Hélder de Carvalho retratou-o com um bloco de notas (símbolo maior para os seus trabalhos na área da arqueologia, antropologia e etnografia, ciências naturais…).

Aos cem anos da morte do omnipresente cientista, naquela cidade, Hélder de Carvalho associou-se à imortalidade…

Vitorino Almeida Ventura

4 comentários:

Anónimo disse...

Já não entendo nada. Então o Hélder Carvalho não é cliente do blog do vizinho? É que o Zé Mesquita sobre isto nada diz. Estranho silêncio!
Visconde de Já cá Esteve

João disse...

As pessoas podem estar ligadas a um lado mais que a outro.Isso não impede que o outro lado reconheça nas obras dessas pessoas o mérito que elas têm.
Bem andou VAV em vir aqui trazer-nos esta agradável notícia.
JLM

vitorino ventura disse...

O que a Revolução Francesa trouxe foi exactamente o privilégio das obras sobre o do sangue... azul.

Ab.,

Vitorino

Anónimo disse...

Gostaria que futuramente, caso seja necesssária alguma escultura para o Concelho de Carrazeda, o actual Presidente apostassa nos filhos da terra, ou seja Helder Carvalho e outros, não siga o exemplo do Presidente de então, colocou no armário os carrazedenses e foi contratar, segundo a minha leigao pinião, fracos escultores de fora.
Um apoiante do PSD agradecida com a reviravolta que o actual Presidente efetuou comos oportunistas de então.